Defesa Civil de Martinópolis
Defesa Civil de Martinópolis

Incêndio destrói mais de 300 hectares de matas na Serra do Japi

Conforme o Grupamento Florestal da Guarda Civil de Jundiaí, as chamas chegaram a ser controladas na madrugada de domingo, mas o fogo reapareceu durante a manhã

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

29 Julho 2018 | 17h53

SOROCABA – Um incêndio iniciado na manhã de sábado, 28, destruiu mais de 300 hectares de matas, até a tarde deste domingo, 29 , na Serra do Japi, em Jundiaí, interior de São Paulo. A área, equivalente a 340 campos de futebol, fica na região do bairro Paiol Velho, zona rural do município. 

Conforme o Grupamento Florestal da Guarda Civil de Jundiaí, as chamas chegaram a ser controladas na madrugada de domingo, mas o fogo reapareceu durante a manhã, atingindo áreas de vegetação mais densa. Segundo a GM, a área queimada pode ser ainda maior, mas a extensão será avaliada depois que o fogo for debelado.

A Serra do Japi, uma das últimas grandes áreas com floresta contínua do interior do Estado, com 354 km2, constitui um dos poucos remanescentes da mata atlântica na região e é tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico (Condephaat) do Estado desde 1993. Conforme a guarda, o incêndio foi detectado por câmeras de monitoramento instaladas na região e não está descartada a hipótese de ter sido causado pela queda de um balão.

As equipes usavam caminhões-pipa e abafadores para controlar o fogo, que se espalhava com facilidade pelo mato seco. À tarde deste domingo, começou a ventar, favorecendo a propagação do incêndio. Ainda segundo a GM, mais de trinta homens, entre eles voluntários que moram próximos à região, combatiam as chamas. Havia expectativa de que chovesse, o que ajudaria na eliminação dos focos. Também havia relatos sobre animais silvestres e aves encontrados mortos.

Veículos queimados. Em Martinópolis, no oeste do Estado, um incêndio atingiu uma grande área de pastagem e vegetação nativa de uma antiga cooperativa, próxima da região urbana, na tarde de sábado, 28. De acordo com a Defesa Civil municipal, o fogo se alastrou rapidamente e queimou um trator e uma van estacionados junto um bambuzal. Equipes do Corpo de Bombeiros controlaram as chamas no início da noite. Conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), até este domingo, foram registrados 1.670 queimadas, este ano, no Estado de São Paulo, 70% a mais que no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.