Incêndio destrói loja do hipermercado Walmart no interior de SP

Três pessoas precisaram ser atendidas por inalação de fumaça e queimaduras eleves; incidente ocorreu em Americana

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

22 Fevereiro 2017 | 21h13

SOROCABA - Um incêndio de grandes proporções destruiu um hipermercado da rede Walmart, nesta quinta-feira, 22, em Americana, interior de São Paulo. O fogo teria começado por volta das 11 horas no setor que concentra os estoques de produtos e mercadorias. 

De acordo com o Walmart, os bombeiros foram acionados rapidamente e a loja foi evacuada. As chamas se alastraram rapidamente atingindo as gôndolas, algumas contendo material inflamável, como pneus e tubos de aerosol. Uma grande coluna de fumaça se formou sobre o prédio em chamas e atingiu prédios vizinhos.

Até as 15 horas, três pessoas tinham sido atendidas em hospitais da cidade por queimaduras leves e inalação de fumaça. Bombeiros de Americana, Campinas, Piracicaba e Santa Bárbara d'Oeste foram mobilizados para combater o fogo. 

As ruas vizinhas, no bairro Jardim São Paulo, foram interditadas. Uma parte da estrutura do prédio ruiu. Os bombeiros tentavam evitar que as chamas atingissem o depósito de gás do hipermercado. O incêndio causou interrupção no fornecimento de energia para 2,6 mil domicílios durante cerca de meia hora.

Duas pessoas, uma delas com queimaduras leves, a outra com intoxicação pela fumaça, foram atendidas no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi e ficaram em observação, mas o quadro não era grave. Um funcionário do Walmart foi atendido no hospital Unimed e liberado em seguida. A empresa informou que colabora com as investigações do acidente e ainda não contabilizou os prejuízos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.