Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Incêndio destrói loja de roupas no centro histórico de SP

Corpo de Bombeiros mobilizou 72 homens e 24 viaturas para combater o fogo, não há feridos

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

14 Fevereiro 2011 | 23h57

SÃO PAULO - Os bombeiros continuam o trabalho de rescaldo em uma loja de vestuário da rede Torra Torra, que tem entradas pelas ruas Direita e José Bonifácio, no centro de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, os homens da corporação conseguiram controlar um foco de incêndio que atingia o prédio ao lado.

 

O incêndio de grandes proporções começou na noite de segunda-feira. O material armazenado no local - tecido sintético, couro e borracha - e o acionamento tardio do Corpo de Bombeiros dificultaram o controle das chamas, que demandou o trabalho de 72 homens e 24 viaturas.

 

"O centro da cidade não é muito habitado à noite e o incêndio só foi percebido quando a fumaça começou a sair pelo telhado", disse o tenente coronel Roberto Rensi. A primeira ligação aos bombeiros foi feita às 22h50, mas acredita-se que o fogo tenha começado vinte minutos antes.

 

A maior preocupação dos bombeiros era isolar as chamas dos prédios vizinhos, que são encostados na unidade da Torra Tora e não foram atingidos. Segundo Rensi, a loja estava fechada no momento do incêndio e a princípio não houve vítimas, o que só poderá ser confirmado após uma varredura no local. Às 7 horas, oito viaturas permaneciam no local fazendo o trabalho de rescaldo.

 

O subprefeito da Sé, Nevoral Alves Bucheroni, acompanhou o trabalho dos bombeiros e disse que o prédio, de dois andares, será interditado. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.

 

Atualizado às 8h30

Mais conteúdo sobre:
incêndio, Bela Vista

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.