Incêndio destrói fábrica de artigos de pelúcia no Pari

Estabelecimento estava fechado e ninguém ficou ferido; prejuízo está avaliado em R$ 1 mi

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

01 Setembro 2010 | 04h03

Uma fábrica de bichos de pelúcia e produtos almofadados foi destruída por completo entre o início da noite de terça-feira, 31, e o início da madrugada desta quarta-feira, 1, no Pari, região central de São Paulo. Nem as máquinas utilizadas no corte e costura foram poupadas pelas chamas.

 

Localizada na Rua Doutor Virgílio do Nascimento, a L J Toy foi tomada pelo fogo rapidamente. Um efetivo de 22 equipes dos bombeiros - cerca de 55 homens - foi necessário para controlar o fogo, que teve início às 18h30 de terça-feira e só foi totalmente extinto à 0h30 desta madrugada. A quantidade e o tipo de material - poliéster e algodão - estocados na empresa, assim como os 48 metros de fundos da fábrica, dificultaram a ação dos bombeiros.

 

Boa parte das seis horas gastas pelas equipes foi utilizada para os trabalhos de rescaldo - no qual o material queimado é revirado e encharcado para se evitar o surgimento de novos focos de incêndio. O empresário Yung Manchoi, dono da fábrica, avalia em R$ 1 milhão o valor do prejuízo causado pelo incêndio, cuja causa ainda não foi descoberta.

 

"Trabalho há pelo menos 30 anos no ramo de pelúcias, mas depois disso vou mudar de atividade. Não quero mais trabalhar com isso, vou mudar de ramo", afirmou o empresário, que desolado olhava para o que havia se transformado a fábrica após o incêndio. Ninguém ficou ferido, pois a fábrica já estava fechada no momento em que as chamas surgiram.

Mais conteúdo sobre:
incêndioPari

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.