Vitor Matsumura/Estadão
Vitor Matsumura/Estadão

Moradores queimam ônibus em protesto contra prisão na zona leste

Motorista foi rendido por homem armado na Avenida Celso Garcia, no Belenzinho; não houve feridos

Ludimila Honorato e Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

17 Abril 2017 | 23h31
Atualizado 18 Abril 2017 | 14h18

SÃO PAULO - Um ônibus foi incendiado na Avenida Celso Garcia, no Belenzinho, zona leste de São Paulo, na noite desta segunda-feira, 17. Conforme a Polícia Militar, o motorista do veículo foi rendido por um homem armado, que ordenou que o coletivo fosse desocupado. Em seguida, ele e outras pessoas atearam fogo no ônibus da linha 278A/10 - Metrô Santana/Penha, próximo à Rua Doutor Clementino.

Policiais que chegaram ao local foram atingidos por pedras jogadas pelos manifestantes. Um adolescente foi apreendido após a confusão. A PM afirma que o protesto foi uma represália de moradores da comunidade Nelson Cruz contra a prisão de um homem pela Polícia Civil no dia anterior. 

Os bombeiros controlaram o fogo, e ninguém ficou ferido. O veículo queimado bloqueou parcialmente a Avenida Celso Garcia na manhã desta terça-feira, 18. Equipes trabalharam para restabelecer a energia elétrica e a circulação dos trólebus, afetadas pelo incêndio na região. A via foi totalmente liberada no início da tarde desta terça.

Mande sua notícia - Quais problemas você enfrenta no trânsito e no caminho para o trabalho? O metrô parou? Viu uma manifestação na cidade? Presenciou um acidente ou algo inusitado? Fotografou ou filmou um fato e quer compartilhar? Os usuários de WhatsApp podem agora usar o aplicativo para colaborar com o Estado. Envie vídeos, fotos ou apenas o seu relato ou ideia de pauta pelo número (11) 9-7069-8639. Suas sugestões serão apuradas por um repórter e podem ajudar as pessoas. Participe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.