Incêndio atingiu favela na zona norte de São Paulo

Segundo os bombeiros, há 90% de chance de que as chamas tenham iniciado em razão de um curto-circuito em ligação elétrica clandestina; mais de 100 pessoas ficaram desabrigadas

Ricardo Valota, estadão.com.br,

17 Maio 2011 | 02h23

SÃO PAULO - Cerca de 40 moradias foram destruídas, nesta madrugada de terça-feira, 17, por um incêndio que começou por volta da 1 hora e atingiu uma favela localizada na rua Doutor Carmelo D' Agostinho, no Jardim Alvina, região do Jaraguá, na zona norte da capital paulista. Um total de 23 viaturas dos bombeiros foi encaminhado para o local. As chamas foram controladas às 3 horas. Não houve feridos.

Segundo um dos oficiais dos bombeiros que coordenaram o trabalho de combate ao fogo, há 90% de chance de que as chamas tenham iniciado em razão de um curto-circuito em ligação elétrica clandestina - o chamado "gato". A primeira viatura dos bombeiros chegou ao local nove minutos após a primeira ligação feita ao 193.

Mais de 100 pessoas ficaram desabrigadas e serão cadastradas por um assistente social da Prefeitura após a Defesa Civil apurar os danos materiais ocorridos na favela. Alguns moradores irão mudar provisoriamente para a casa de parentes e amigos.

 

Os que não possuem essa alternativa terão de esperar por um abrigo provisório que será disponibilizado pela Prefeitura. O subprefeito de Pirituba, Sérgio Carlos Filho, também se deslocou até a favela.

 

Atualizado às 4h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.