Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Incêndio atinge Pico do Jaraguá

Fogo teve início às 7h06 próximo à Estrada do Jaraguá e ao trecho oeste do Rodoanel, em uma região afastada

Juliana Diógenes e Paula Felix, O Estado de S.Paulo

16 Julho 2018 | 09h20
Atualizado 17 Julho 2018 | 00h14

SÃO PAULO - Um incêndio atingiu a região do Pico do Jaraguá, na zona norte de São Paulo, na manhã desta segunda-feira, 16. O fogo teve início às 7h06 próximo à Estrada do Jaraguá e ao trecho oeste do Rodoanel, em uma região afastada e os trabalhos dos bombeiros se estenderam até as 19h. O Pico é conhecido por ser o ponto mais alto da região metropolitana. 

O combate às chamas foi feito com viaturas do Corpo de Bombeiros. Em função da dificuldade de acesso, o trabalho foi feito com o auxílio de um helicóptero Águia da Polícia Militar. 

+ Incêndio destrói estação histórica de Jundiaí

Segundo os bombeiros, o fogo atingiu vegetação, e não uma área com imóveis. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente informou que, segundo o gestor do Parque Estadual do Jaraguá, as chamas não devem atingir o local.

Ocorrências

A Secretaria do Meio Ambiente informou que, entre janeiro e junho deste ano, 11 incêndios foram registrados dentro de unidades de conservação geridas pelo Estado. Essas ocorrências totalizaram 492 hectares queimados - a extensão do incêndio nesta segunda não foi informado. O número é menor do que os 57 incêndios, com 2.691 hectares queimados, registrados no mesmo período de 2017, mas maior no comparativo que 2016 e 2015, que tiveram, respectivamente, 137 e 190 hectares queimados no primeiro semestre de cada ano. 

Tempo seco 

O tempo seco que atinge a capital paulista deve continuar nesta semana e não há previsão de chuva. Previsão do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) prevê que os baixos índices de umidade dos últimos dias continuam, com qualidade do ar prejudicada e potencial para queimadas.

De acordo com o CGE, uma massa de ar seco seguirá atuando na região centro-sul do Brasil. Os dias serão ensolarados, com baixos índices de umidade do ar durante as tardes e grande amplitude térmica. 

O CGE alerta que persistem os problemas relacionados à saúde, principalmente com crianças e idosos. Há ainda possibilidade de formação de queimadas e incêndios florestais, o que pode prejudicar ainda mais a qualidade do ar. 

Em São Paulo, esta semana será diferente da anterior, quando a capital teve a madrugada mais fria do ano. Nos próximos dias, as temperaturas baixas serão na madrugada e terão rápida elevação no decorrer do dia, com predomínio de sol e poucas nuvens. 

Nesta segunda-feira, 16, as mínimas oscilam em torno dos 13º C e máximas podem chegar aos 29º C. Já na terça-feira, 17, a mínima permanece na faixa de 13º C, com máxima que pode chegar a 28ºC. 

Já a quarta-feira será marcada mais uma vez pelo predomínio de sol entre poucas nuvens e sem expectativa de chuva. A previsão de temperatura mínima será de 14°C e a máxima, de 28°C. Os percentuais de umidade do ar seguirão baixos, variando entre 30% e 80%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.