Corpo de Bombeiros/Divulgação
Corpo de Bombeiros/Divulgação

Incêndios em favelas de São Paulo deixam 220 desalojados

Em nenhuma das ocorrências, uma na zona norte e a outra na zona leste, houve feridos ou mortos; segundo a Defesa Civil, ainda não se sabe o que iniciou as chamas

O Estado de S.Paulo

01 Julho 2018 | 21h54
Atualizado 02 Julho 2018 | 09h51

SÃO PAULO - Duas favelas de São Paulo foram atingidas no domingo, 1.º, por incêndios que deixaram 220 pessoas desalojadas, de acordo com a Defesa Civil. Em nenhuma das duas ocorrências, uma na região leste da cidade e outra na zona norte, houve feridos ou mortos.

+ Um mês após tragédia, acampamento no Paiçandu continua sem previsão de fim

+ Incêndio atinge favela em Osasco

O primeiro foi registrado às 15h30 na Rua Soberania Divina, bairro de Guaianazes, zona leste de SP. O fogo destruiu 10 barracos e deixou 40 pessoas desalojadas, que foram abrigadas na casa de parentes. O Corpo de Bombeiros enviou nove viaturas ao local.

+ Moradores relatam achaque e polícia vai investigar ‘aluguel’ em ocupações

+ Incêndio em galpão de gás na zona norte de SP deixa duas pessoas feridas

O outro incêndio foi registrado às 17h na Rua Antônio dos Santos Neto, em Santana, zona norte. Foram atingidas 60 moradias e 180 pessoas ficaram desalojadas. A prefeitura enviou agentes do Serviço Social, que realizaram o cadastro das famílias. Os bombeiros atuaram com 20 viaturas e 60 profissionais até a meia-noite.

A corporação informou que "apesar das grandes labaredas, as equipes com rápida resposta à emergência cercaram o fogo e atropelaram o incêndio". Os bombeiros informaram que o local está em segurança.

Segundo a Defesa Civil, não há informações sobre o que causou os incêndios. O Instituto de Criminalista vai investigar as ocorrências. / com Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.