Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Impasse de 14 anos enfeia bairro

Hospital abandonado na City Lapa

Diego Zanchetta e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2011 | 00h00

Inaugurado na década de 1950, o antigo Hospital Itatiaia está fechado desde 2009 por causa de uma briga jurídica envolvendo moradores, Prefeitura e a Amil Participações, dona do imóvel. O hospital fica no bairro-jardim City Lapa, na zona oeste, e não conseguiu nova licença de funcionamento por ferir as regras de zoneamento. Enquanto seu destino não é decidido, o prédio segue abandonado e, segundo vizinhos, virou foco de ratos que infestam a região.

1. Por que o hospital Itatiaia foi obrigado a fechar?

O problema começou em 1997, quando os administradores do hospital tentaram aprovar na Prefeitura um projeto de ampliação e reforma do prédio. A justificativa era de que a infraestrutura precisava ser modernizada, com a instalação de novos elevadores e a construção de escadas de incêndio. Moradores, porém, contestaram a obra na Justiça, reclamando que a ampliação descaracterizaria ainda mais o bairro, que é protegido pela lei de zoneamento.

2. Já houve decisão judicial final?

Mais de dez anos depois da ação inicial, ainda não. Após embargarem a reforma, os vizinhos pressionaram a Subprefeitura da Lapa, que não concedeu nova licença de funcionamento para o hospital. Desde janeiro de 2009, o prédio está abandonado e, agora, a Amil Participações, dona do hospital, colocou-o à venda.

3. O que pode ser construído no local?

Só um imóvel residencial, uma vila de casas ou um hospital. Pelas regras do tombamento da City Lapa, nenhum imóvel comercial pode ser erguido ali. "O único imóvel sem fins residenciais que poderia ser levantado é um hospital, já que a permissão para unidades de Saúde no bairro é anterior ao tombamento e à lei de zoneamento", afirmou o subprefeito da Lapa, Carlos Eduardo Fernandes.

4. O que os moradores querem?

O principal pedido é derrubar o imóvel. A Amil já havia prometido ao Ministério Público fazer a demolição, mas agora trocou de ideia. Segundo Fernandes, nenhum pedido de demolição foi protocolado na subprefeitura.

5. Enquanto isso não se resolve, qual é a situação no local?

Segundo vizinhos que moram na Rua Duarte Costa, o imóvel virou foco de ratos que se espalham pelas casas ao lado - a denúncia chegou até a subprefeitura. Já a Amil afirmou apenas que o imóvel não está abandonado e faz manutenções frequentes, "como limpeza, conservação e jardinagem, além do monitoramento de segurança 24 horas e dedetização do local, para evitar incômodos aos moradores".

A QUEM RECLAMAR

Prefeitura de São Paulo

http://sac.prefeitura.sp.gov.br

Ouvidoria Geral do Município

(11) 0800-175717

(11) 3334-7132

Ministério Público

(11) 3119-9000

ouvidoria@mp.sp.gov.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.