Imigrantes denunciam assassinatos e agressões

Manifestantes, em sua maioria imigrantes africanos no Brasil, fizeram um protesto contra o racismo e a xenofobia ontem na frente da Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo. Eles denunciaram agressões e casos de assassinatos de negros e imigrantes latinos. O grupo exigiu um pedido imediato de desculpas da presidente Dilma Rousseff ao povo africano por causa do assassinato da estudante angolana Zulmira de Souza Borges Cardoso, morta há um mês no Brás, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.