Imediatismo terá um preço a ser pago

Análise: Jaime Waisman

É PROFESSOR DA ESCOLA POLITÉCNICA DA USP, O Estado de S.Paulo

04 Abril 2012 | 03h05

Caminhões rodando pela cidade durante o dia todo, em todos lugares, é um fenômeno brasileiro. É algo do século passado. Atualmente, você vai para as grandes cidades do mundo e não enxerga caminhões trafegando pelas ruas. Trata-se de uma questão de programação. É evidente que isso pode acarretar mais custos, por se ter de trafegar durante a noite e de madrugada, mas trata-se de uma tendência mundial. Por isso, a decisão da Prefeitura de São Paulo de restringir a circulação de caminhões está correta e seguindo a linha das grandes cidades do mundo.

Esse pessoal que tomou a decisão de cancelar a restrição na região do ABC precisa se conscientizar de que eles fazem parte da Grande São Paulo, com 20 milhões de habitantes. Como aspiramos ser uma grande metrópole mundial se continuam pensando como 100 anos atrás?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.