JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Igrejas de SP mantêm protocolos de segurança para missas no dia de Nossa Senhora Aparecida

Segundo a Arquidiocese de São Paulo, desde o retorno das celebrações no fim de junho, as igrejas estão seguindo as normas de segurança

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2020 | 14h00
Atualizado 12 de outubro de 2020 | 11h30

SÃO PAULO - Com a comemoração do dia de Nossa Senhora Aparecida nesta segunda-feira, 12, igrejas da capital paulista, principalmente que levam o nome da Santa como homenagem, mantêm protocolos de segurança para realização de missas. Diante de possíveis aglomerações na data, fiéis precisam estar atentos a todas as recomendações.

Segundo a Arquidiocese de São Paulo, desde o retorno das celebrações, no fim de junho, as igrejas católicas estão seguindo as normas de segurança. A reabertura acompanhou um protocolo de retomada gradual, aprovado pela prefeitura do município, durante o período de quarentena. De março até junho, as celebrações religiosas e demais atividades pastorais das paróquias e comunidades da Arquidiocese de São Paulo aconteceram sem a presença de fiéis. 

De acordo com o protocolo sanitário, as igrejas devem evitar aglomerações e respeitar o espaço mínimo de 1,5 metro entre pessoas e oferecer álcool em gel na entrada e saída dos ambientes. Os fiéis precisam usar máscara facial, seguir orientações de assentos e também recomendações de cuidados na hora da comunhão.

Aparecida programa festa virtual e limita número de fiéis

O Santuário de Aparecida, no Vale do Paraíba, anunciou na última quarta-feira, 7, que todas as celebrações da tradicional Festa da Padroeira, que acontecem no dia 12 de outubro, serão realizadas no formato virtual, em virtude da pandemia do novo coronavírus.

O acesso à programação será restrito - o público vai ser representado por pessoas escolhidas pelo Santuário Nacional, ligadas à Arquidiocese de Aparecida. O horário de visitação ao templo também foi reduzido, de 3 a 11 de outubro, durante a novena. No dia 12, o Santuário só abrirá das 12h às 17h. 

Em relação às demais igrejas que levam o nome de Nossa Senhora Aparecida como homenagem, o Santuário Nacional reforça que não tem autonomia sobre elas, sendo cada uma subordinada às orientações das Dioceses e Arquidioceses que pertencem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.