Igreja ocupa lugar de rua

Obra em SP invade espaço previsto para via

Cristiane Bomfim, O Estado de S.Paulo

01 Julho 2011 | 00h00

JORNAL DA TARDE

Era para ser uma rua, mas o que se vê é um imenso canteiro de obras onde está sendo erguida a sede da Igreja Mundial do Poder de Deus. A construção da gigantesca unidade em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, começou há cerca de um ano, segundo pessoas que moram e trabalham no entorno. No entanto, segundo uma lei municipal de 1988, é por esta área que a Rua Bruges deveria continuar por mais 135 metros, até chegar à Benedito Fernandes.

Hoje, a via termina em um muro que já não encobre as colunas de concreto da igreja que, depois de pronta, vai ocupar quase um quarteirão. Não há placa que identifique autorização da Prefeitura e nome do engenheiro responsável.

Em maio, o prefeito Gilberto Kassab enviou à Câmara o projeto de lei 224, que pede a "supressão da abertura da via de prolongamento à Rua Bruges até a Rua Benedito Fernandes". Nesta semana, ele pediu urgência. O vereador Milton Leite (DEM), da Comissão de Constituição e Justiça, diz que o projeto tem pouca chance de aprovação. "Minha opinião é que esse projeto é inconstitucional. A igreja construiu a sede em cima de uma rua que existe em projeto."

A Prefeitura informou que o pedido de extinção do prolongamento da rua foi feito porque a via não "acrescentaria alternativas significativas ao tráfego local". Procurada, a Igreja Mundial do Poder de Deus não respondeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.