Igreja mais antiga de Paraitinga começa a ser reconstruída

Destruída pelas chuvas de janeiro de 2010, a Capela das Mercês, de 1814, deve ser reaberta em dezembro

Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2011 | 00h00

Até o fim do ano, a cidade histórica de São Luís do Paraitinga, no Vale do Paraíba, terá de volta sua igreja mais antiga, a Capela das Mercês, destruída pela enchente que atingiu a cidade em janeiro de 2010. A reconstrução começou no mês passado e a igreja de 1814 deve ser reinaugurada em dezembro. No total, R$ 2 milhões serão investidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), responsável pelo projeto.

Todos os pedaços remanescentes retirados dos escombros - púlpito, sino, cruz, cruzeiro, pináculos, janelas e forro - foram restaurados e devem voltar a integrar a igreja. Paredes de taipa de pilão serão deixadas à mostra, para demonstrar a técnica. "Haverá uma distinção clara entre o que é novo, construído em alvenaria, e as paredes de taipas restauradas. Mas todas as feições originais serão mantidas", disse o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, que fará vistoria nas obras hoje. A imagem de Nossa Senhora das Mercês - resgatada dos escombros em 94 pedaços - também foi restaurada.

Balanço. Ainda em 2011, O Iphan vai começar o restauro da Igreja do Rosário - que não chegou a ser atingida pela enchente - e da Casa Oswaldo Cruz. O órgão também anunciou a restauração do antigo Cine Éden, inaugurado em 1915, que vai virar centro cultural. Um documentário sobre a reconstrução também foi elaborado e será distribuído nas escolas.

A Igreja Matriz, também destruída pelas cheias, será reconstruída pelo governo do Estado, mas ainda não há previsão para o início das obras.

A inundação que atingiu a cidade em janeiro de 2010 foi a maior desde 1930. Mais de 800 imóveis foram afetados e 18 casarões ruíram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.