Idoso tenta defender a nora e acaba morto pelo filho na zona norte de SP

Acusado, segundo a PM, é usuário de drogas e já cumpriu pena por tráfico de entorpecentes

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

31 de maio de 2012 | 06h38

SÃO PAULO - Ao intervir numa discussão e defender a nora, no final da noite de quarta-feira, 30, o aposentado Orlando Barbosa, de 67 anos, foi agredido pelo filho, Edson do Prado Barbosa, de 30 anos, em frente à residência onde morava, na Avenida Belisário Pena, na Vila Maria, zona norte da capital paulista. Mesmo encaminhado para o pronto-socorro da região, Orlando não resistiu aos ferimentos e morreu.

A vítima, segundo testemunhas, foi arrastada para fora da casa, e, na frente dos vizinhos, espancada pelo filho que, segundo os policiais militares que o detiveram, é usuário de drogas, estava aparentemente sob efeito de cocaína e já cumpriu pena por tráfico de entorpecente.

Acionados, policiais militares foram até a residência e, ao não encontrarem o acusado, realizaram uma busca pela região, detendo Edson numa rua próxima. O assassino foi encaminhado ao 9º Distrito Policial, do Carandiru, e autuado em flagrante por homicídio. Segundo os policiais, a mulher do assassino também é usuária de drogas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.