Idoso morre após cair em fosso de elevador em manutenção

Polícia vai investigar negligência da empresa, que não colocou aviso sobre os reparos feitos no local

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

12 de setembro de 2007 | 10h27

Um homem de 81 anos morreu após cair no fosso do elevador do prédio onde morava, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, na terça-feira, 11. Mohamed Hamze Abdul Baki caiu do 11º andar quando tinha saído, por volta do meio-dia, saído para fazer compras. O elevador estava em manutenção, mas não havia um aviso sobre os reparos, segundo informações da Polícia Militar. A família estranhou a demora e quatro horas depois solicitou as fitas do circuito interno do prédio e verificaram que o homem entrou no elevador, mas não havia registro da sua saída. O elevador estava em manutenção, mas nenhum aviso foi colocado no local. O corpo de Baki foi encontrado por volta das 20 horas e levado para o Instituto Médico Legal de Mogi das Cruzes. A polícia investiga se houve negligência por parte da empresa que faz a manutenção. Por outro lado, a empresa ThyssenKrupp Elevadores, fabricante e responsável pela manutenção do elevador afirmou que um técnico foi enviado ao local para atender a uma ocorrência normal, e não uma emergência.  Segundo a nota divulgada pela empresa, o técnico atendeu ao chamado no final da tarde, restabelecendo o funcionamento do elevador e posteriormente a empresa foi informada de que havia uma pessoa morta no poço do elevador. De acordo com a ThyssenKrupp, a empresa aguarda o resultado da perícia técnica para se pronunciar sobre o ocorrido. O laudo deve ser emitido em 30 dias.  Texto alterado às 15h36 para acréscimo das informações contidas na nota da empresa ThyssenKrupp Elevadores.

Tudo o que sabemos sobre:
queda em elevador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.