Reprodução
Reprodução

Idoso é agredido em terminal rodoviário de Jundiaí (SP)

Porteiro do terminal rodoviário Vila Arens foi agredido por um casal que se recusou a pagar a passagem de uma criança

Paulo Reda - Especial para o Estado de S. Paulo,

15 de agosto de 2012 | 19h56

JUNDIAÍ - Agenor Rodrigues, 75, porteiro do terminal rodoviário Vila Arens, em Jundiaí, no interior de São Paulo, foi agredido na tarde de sábado por um casal que se recusou a pagar a passagem de uma criança de oito anos - a idade limite para a isenção é de cinco anos. A comprovação da agressão foi mostrada nesta terça-feira, 14, pela polícia, ao exibir um filme que mostrou a ação contra Agenor.

A cena foi registrada por câmeras de segurança da Transurb, entidade responsável pela administração do terminal. Rodrigues foi levado ao Hospital São Vicente com ferimentos leves e já foi liberado.

Logo após a agressão, o casal ainda tentou fugir, mas foi capturado alguns minutos depois em outro terminal rodoviário da cidade. O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Jundiaí como lesão corporal e os agressores responderão ao inquérito em liberdade.

As cenas filmadas mostram que a confusão começou depois que a mulher empurrou Rodrigues, que reagiu e tentou bater no homem. Na sequência, o casal passou a espancar o porteiro, que chegou a cair por duas vezes, antes de ser socorrido por funcionários do terminal.

A Guarda Municipal de Jundiaí divulgou nota ontem na qual lamentou o episódio, mas reforçou que a responsabilidade pelo segurança no interior dos terminais urbanos da cidade é da Transurb. Destacou ainda que casos de violência como esse não são comuns nos terminais de transporte coletivo do município.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.