Idoso é acusado de abusar sexualmente de três gerações da sua família

Quadro apresentado pela vitima, levou a mãe e prima da menina a descobrirem que o aposentado, praticava com a neta as mesmas barbáries por elas sofridas na infância

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

25 Fevereiro 2011 | 04h43

Depressão, choros constantes e desinteresse. O quadro apresentado por K.S.S., de 12 anos, moradora de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, levou a mãe e prima da menina a descobrirem que o aposentado Francisco Antonio da Silva, de 70 anos, praticava com a neta as mesmas barbáries por elas sofridas na infância. Os abusos sexuais contra a menina não foram poucos e, segundo a polícia, o mesmo ocorreu com as demais mulheres da família próximas ao aposentado.

Durante uma conversa com a garota, a mãe. M.F.S., de 48 anos, ouviu relatos dos constantes abusos e contou a T.S.S., de 19 anos, prima da garota. Vítimas também de Francisco quando pequenas, uma aos 12 anos e a outra aos 4, as duas mulheres - que nunca revelaram nada a ninguém por medo - ao saberem que a adolescente vinha passando o mesmo processo, ganharam coragem e denunciaram o septuagenário pedófilo.

Detido por policiais militares, Francisco foi encaminhado às 21 horas de quinta-feira, 24, para o 22º Distrito Policial, de São Miguel, mas não ficou preso em flagrante pois o último abuso contra a neta teria ocorrido há cerca de 60 dias, entretanto o acusado responderá ao processo em flagrante. O delegado plantonista de São Miguel registrou boletim de ocorrência de estupro de vulnerável, solicitou ao Hospital Pérola Byington exames de corpo de delito, que serão feitos na menina.

O delegado titular agora espera o resultado dos laudos, que deve sair em no máximo 30 dias, mas, como se trata de menor, pode ficar pronto em até 20 dias.

Mais conteúdo sobre:
idoso abuso sexual preso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.