Idosa que salvou família de incêndio recebe ajuda

Braulina Vieira da Mota recebeu roupas, alimentos, móveis e a promessa de reconstrução de sua casa

José Maria Tomazela, do Estadão,

21 de novembro de 2007 | 17h59

A aposentada Braulina Vieira da Mota, de 70 anos, que salvou a família de um incêndio, terça-feira, 20, em Sorocaba, começou a receber ajuda nesta quarta para reconstruir sua casa, destruída pelas chamas. Várias pessoas se deslocaram até o Habiteto, um bairro pobre, na zona norte da cidade, para entregar doações à mulher. Além de roupas e alimentos, ela também ganhou alguns móveis, já que perdeu tudo o que tinha. A apresentadora Ana Maria Braga, que entrevistou a aposentada em seu programa, na Rede Globo, prometeu ajuda para reconstruir a casa. No bairro, Braulina é tratada como heroína. Batalhadora, a mulher estava reformando a residência, por isso tinha colocado móveis e colchões no cômodo da frente e numa pequena garagem. O fogo, provavelmente originado de um curto-circuito na caixa de luz, alastrou-se rapidamente pelos móveis e roupas. As oito pessoas que estavam na casa, entre elas quatro crianças, ficaram acuadas no cômodo dos fundos. Braulina, que não estava em casa, chegou quando as chamas já tomavam conta da residência. Baixinha - mede pouco mais de 1,20 metro - subiu num fogão velho e usou um pau para arrancar a grade da janela do quarto onde estavam a filha e o genro, duas noras e quatro netos, entre eles um bebê de dois meses. "Deus me deu forças", disse. Ela pesa apenas 44 quilos. Mesmo assim, foi retirando as crianças e colocando a salvo, do lado de fora. "Na hora, só pensei em salvar minha família." Nesta quarta, com a ajuda de vizinhos, Braulina removia os escombros da casa. "Vou erguer tudo de novo", disse. Ela lamentou principalmente a perda de um televisor e da geladeira, que eram novos, e do carrinho do bebê. Uma das noras está grávida. A prefeitura enviou colchões e cobertores à família, que se abrigou na casa de parentes.

Tudo o que sabemos sobre:
IncêndioFogoSorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.