Idosa é achada morta dentro de mala abandonada em Santos

Filho dela foi preso sob suspeita de cometer o crime; corpo estava em frente ao prédio onde eles moravam

Mel Bleil Gallo, Especial para o Estado

26 de outubro de 2013 | 13h32

Uma idosa foi encontrada morta dentro de uma mala abandonada na frente do prédio onde morava, em Santos, na madrugada deste sábado. O filho dela foi preso sob suspeita de tê-la matado. 

O corpo foi achado pelo morador de rua Henrique Camargo Miranda, que mexeu na mala largada na calçada da Avenida Conselheiro Nébias, a 50 metros da praia. Assustado com o que achou, pediu ajuda ao porteiro do edifício, que reconheceu a moradora Cláudia Macchione de Sampaio, de 74 anos. 

De acordo com a polícia, o porteiro Almeida de Souza Pereira contou que tinha visto, pelas câmeras de segurança, o filho dela, Carlos Macchione de Sampaio, carregando a mala que parecia pesada do elevador à calçada em frente ao prédio. Mas teria dito que não tinha dado importância ao gesto. Ao ver o corpo, ele ligou para a Polícia Militar.

A ocorrência foi registrada por volta de meia-noite e meia e, quando os policiais subiram ao apartamento, Sampaio já abriu a porta com as mãos na cabeça, segundo relato dos policiais.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito teria dito que não sabia o que estava acontecendo, mesmo ao ver as fotos do corpo da mãe dentro da mala. Ele não aparentava estar sob a influência de álcool ou drogas. A perícia feita no apartamento também não achou vestígios disso. 

O suspeito foi encaminhado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos, sem a companhia de advogados, onde foi confirmada a voz de prisão em flagrante. De lá, seguiu para a 5ª Delegacia de Polícia e aguarda vaga para o Centro de Detenção Provisória (CPD), onde deve permanecer até o julgamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.