Idosa de 87 anos mata ladrão dentro de casa

Ela guardava o revólver em um armário havia 35 anos; no sábado, o usou pela primeira vez contra um bandido que invadiu seu apartamento

LUCAS AZEVEDO, ESPECIAL PARA O ESTADO, PORTO ALEGRE, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2012 | 03h03

Uma mulher de 87 anos matou a tiros um homem que tentava assaltar seu apartamento. O crime ocorreu por volta das 17 horas de sábado na esquina das Ruas Do Guia Lopes e Sinimbu, no centro de Caxias do Sul, região de serra, no Rio Grande do Sul.

O rapaz não havia sido identificado pela polícia até a noite de ontem.

A polícia foi acionada e, ao chegar ao local do crime, encontrou o homem com ferimentos no peito e na perna. A idosa efetuou três disparos contra o assaltante. Ele chegou a ser socorrido, mas não sobreviveu aos ferimentos.

A mulher disse à polícia, em depoimento, que estava dormindo quando foi acordada pelo invasor. Ele a abordou dentro de seu quarto.

Policiais disseram que provavelmente o bandido entrou no prédio pelo telhado e invadiu o apartamento da mulher pela janela da sala.

O assaltante teria pedido calma à vítima, enquanto continuava a andar pelo apartamento. Quando tentava deixar o local, o suspeito foi surpreendido pela idosa, que tinha um revólver calibre 38 guardado em um armário havia 35 anos.

"Ela estava no quarto e acordou com o cara. Quando viu o olhar dele, como se fosse atacar, não pensou duas vezes. Foi um ato de desespero", disse a filha da vítima, Régia Prá, em entrevista ao portal de notícias G1.

Reação. De acordo com a polícia, o invasor tentou desarmar a idosa. Ela, no entanto, conseguiu disparar e acertou um tiro no peito e dois em uma perna. Assustada, ela se trancou no apartamento e chamou a polícia.

A aposentada passa bem. Ela prestou depoimento na 2.ª Delegacia e foi liberada. Por se tratar de um caso de legítima defesa, deverá responder ao inquérito policial em liberdade.

Até a noite de ontem, o homem não havia sido reconhecido por parentes no Instituto Médico-Legal (IML) de Caxias do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.