Idosa cai no conto do bilhete premiado, mas gerente evita o golpe e criminosas são presas

Vítima foi ao banco para sacar R$ 25 mil da poupança e usaria o dinheiro para comprar o bilhete

Solange Spigliatti - estadão.com.br,

18 de fevereiro de 2012 | 10h43

São Paulo, 18 - Uma aposentada, de 80 anos, foi vítima do golpe do "bilhete premiado", no bairro de Vila Formosa, na zona leste de São Paulo, mas foi salva pelo gerente do banco.

A idosa foi a uma agência bancária na Vila Formosa e solicitou um saque de R$ 25 mil da poupança. O gerente desconfiou de que a senhora estava sendo vítima de um golpe e perguntou o motivo da retirada. A cliente respondeu que era para comprar um "bilhete premiado", em valor bem mais alto, de R$ 440 mil.

Ela explicou que duas mulheres, que a esperavam na porta do banco, lhe ofereceram o bilhete da loteria federal - ela daria os R$ 24 mil para uma das mulheres e repartiria o "prêmio" do bilhete com a outra.

O gerente chamou a Polícia Militar, que, já sabendo as características físicas das suspeitas e o tipo de roupa que usavam, deteve duas mulheres, uma delas também idosa, de 64 anos, que esperavam a senhora na porta do banco. Com elas foram apreendidos o falso bilhete premiado, moedas estrangeiras (10 mil ienes e US$ 134) e R$ 245. As duas foram autuadas em flagrante por estelionato e levadas para uma carceragem feminina, à disposição da Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.