Identificação das vítimas deve continuar até sexta-feira

Ao todo, o IML já conseguiu identificar quatro vítimas; 8 pessoas morreram no acidente

Rodrigo Pereira, Estadão

05 de novembro de 2007 | 14h25

Os trabalhos de identificação das vítimas do acidente com o jato Learjet 35, que caiu após decolar do Campo de Marte, na tarde de domingo, 4, devem terminar até sexta-feira, 9. Até o começo da tarde desta segunda-feira, 5, o Instituto Médico Legal (IML) tinha identificado quatro das oito vítimas do acidente.   Veja também: Movimento no Campo de Marte cresce 30% com a crise aérea Casas atingidas por jato serão demolidas; buscas são retomadas nesta 2ª   Vídeo do local do acidente  Vídeo das casas atingidas pelo jato  Vídeo do resgate no local do acidente  Veja como foi o acidente com o Learjet 35  Galeria de fotos  Todas as notícias sobre o acidente com o Learjet 35    A identificação de Rosa Lima, de 54 anos, uma das seis vítimas da mesma família, deve ser confirmada até o fim da tarde desta segunda. Também nesta tarde, seriam enterrados os corpos de Ana Maria Lima Fernandes e Lucas de Souza, ambos de 21 anos. Segundo o diretor do Instituto Médico Legal (IML), também já foram identificados os corpos do piloto do jato, Paulo Roberto M. Firmino, de 39 anos; e do co-piloto Alberto Soares Júnior, de 24 anos.   Ao todo, oito pessoas morreram no acidente, depois que o jato decolou do Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, e caiu, de bico, sobre quatro casas. Seis das vítimas eram da mesma família. Somente as amigas Cláudia Fernandes, de 16 anos, e Laís Melo, de 11, que brincavam em um dos quartos da casa destruída pelo jatinho escaparam do acidente. Cláudia, que é autista, sofreu queimaduras de segundo grau em 30% do corpo, concentradas mais na face e membros superiores.   Chora Menino   As seis vítimas da mesma família serão enterradas no Cemitério Chora Menino, em Santana, também na zona norte. Segundo informações de funcionários do cemitério, Lucas e Ana Maria já estão sendo velados. Os corpos das outras vítimas, estão sendo liberadas pelo Instituto Médico Legal e serão escoltados pela Polícia militar, para que haja tempo hábil para o enterro, segundo informações do cemitério. No entanto, nem a Polícia Militar nem a Secretaria de Segurança Pública confirmam a informação.

Tudo o que sabemos sobre:
Learjet 35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.