'Idade não será problema'

Aposentado há 15 anos e parado havia 9 meses, Nilton Santos, de 77 anos, voltou ao trabalho ontem na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Emília, em Arujá, na Grande São Paulo. Com 4 filhos, 3 netos e 1 bisneto, ele garante que a idade e a carga de 40 horas semanais não serão empecilhos. "Tenho fôlego para mais dez anos."

Entrevista com

Victor Vieira, O Estado de S.Paulo

03 Setembro 2013 | 02h10

Como foi o primeiro dia? Bom, mas não havia consultas marcadas. Atendi só um paciente, que levou um eletrocardiograma de rotina para que eu analisasse. Estava normal.

Como está a estrutura da UBS Jardim Emília? Para atendimento ambulatorial, ótima. Há aparelhos para eletrocardiograma e vários medicamentos.

Por que decidiu voltar à profissão? Estou aposentado há 15 anos, continuei na rede privada e parei no fim de 2012. Quando saiu o programa, pensei em me inscrever até para o Amazonas, mas resolvi ficar perto da família, que mora em Guarulhos. A idade não será problema. Vários dos inscritos são jovens, só que é necessário ter prática para atuar no atendimento básico. Sou pediatra e trabalhei por mais de 30 anos em saúde da família no Rio de Janeiro, Teresópolis, Guarulhos e São Bernardo do Campo.

Mais conteúdo sobre:
Mais Médicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.