Humorista Shaolin é internado em estado grave após acidente

Carro que ele dirigia foi atingido por caminhão na contramão; em coma induzido, comediante quase perdeu o braço

Monica Bernardes, O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2011 | 00h00

O humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, de 39 anos, conhecido como Shaolin, permanecia ontem em estado gravíssimo e coma induzido após sofrer um grave acidente de carro na noite de anteontem em Campina Grande, na Paraíba.

Shaolin dirigia sua Pajero pela BR-230 quando, na altura do km 163, bateu em um caminhão que vinha em sentido oposto. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente teria sido causado pelo motorista do caminhão, que supostamente estaria na contramão.

Ainda segundo a PRF o motorista do caminhão fugiu sem prestar socorro à vítima. No momento do acidente, Shaolin estava sozinho no carro e foi levado por bombeiros para o hospital regional da cidade, onde deu entrada, por volta da 0h15, com traumatismo craniano e o braço esquerdo quase decepado. O humorista foi então transferido para o Hospital Antônio Targino, onde passou por cirurgia e está internado.

Segundo o neurocirurgião Luciano Holanda, que conversou com o Estado por telefone, o humorista respondeu a estímulos e chegou a "tossir e se mexer" após a cirurgia.

Shaolin já trabalhou em programas de televisão como Domingão do Faustão, A Praça É Nossa, Show do Tom e Tudo é Possível. Atualmente, o humorista passava férias na Paraíba e estava em cartaz no Estado com o espetáculo Lula de Férias. Durante todo o dia de ontem, o movimento de amigos, fãs e parentes foi grande no hospital.

No Twitter, o acidente foi um dos tópicos mais comentados pelos usuários brasileiros. Na rede social, mensagens desejando "melhoras e força" foram postadas por usuários do microblog.

"Estamos todos confiantes. A cirurgia correu bem e não foi constatada nenhuma lesão grave no cérebro, apesar dos múltiplos ferimentos", afirmou o assessor de imprensa do humorista, Ricardo Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.