Humorista pede desculpa após piada antissemita

Ao comentar a polêmica sobre a estação, o humorista Danilo Gentili, do programa CQC da TV Bandeirantes, escreveu: "Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz".

Gabriel Pinheiro, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2011 | 00h00

Rapidamente, a frase foi "retuitada" por centenas de internautas - e desencadeou críticas com a mesma velocidade. "Vergonhoso uma figura de conhecimento nacional se expor de tal fato!", escreveu Alberto Faria. "Proteste contra a piada sem graça do @danilogentili usando #calabocadanilo", publicou Daniel Landi. O humorista chegou a apagar a mensagem, mas o recuo causou ainda mais repercussão. "Faltou coragem de assumir a idiotice que postou? Não era melhor pedir desculpas?", indagou Léo Veimrober. Gentili não foi o único na internet a fazer ontem comentários antissemitas.

O campo de concentração de Auschwitz é um dos maiores símbolos do Holocausto promovido por nazistas contra judeus na Segunda Guerra. Estima-se que mais de um milhão de pessoas tenham sido mortas no local.

À noite, Gentili pediu desculpas no Twitter. "Minha intenção como comediante nunca foi trazer nenhum outro sentimento ao público que não fosse alegria", afirmou. "Peço perdão se falhei nesse meu objetivo com a piada que fiz esta tarde. Me coloco a disposição da comunidade judaica para me redimir", escreveu no microblog.

A Bandeirantes também divulgou comunicado: "Apesar de a manifestação ter ocorrido no Twitter, fora do programa da Band, a emissora repudia com veemência esse tipo de brincadeira de mau gosto e se solidariza com os protestos e com a comunidade judaica."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.