Hotéis vão oferecer tours de bicicleta

Hóspedes serão levados para museus e baladas sob duas rodas, guiados por profissionais; fase experimental do projeto vai até dezembro

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2010 | 00h00

Os turistas que se hospedarem em São Paulo terão em breve um novo meio para conhecer a cidade: sob duas rodas, eles vão visitar museus e ir às baladas guiados por ciclistas profissionais, acostumados a desafiar o trânsito e buscar alternativas para circular. O Projeto Urban Bike, lançado esta semana, vai funcionar como piloto no Hotel Unique e, em junho de 2011, será expandido para outros hotéis e aberto a quem não esteja hospedado.

"A ideia é chegar a 200 hotéis, integrando uma rede até 2014", afirma o presidente do Instituto Parada Vital, Ismael Caetano. O projeto, elaborado pela consultoria Green Mobility, será gerido pelo instituto, que administra os bicicletários públicos em estacionamentos, metrôs e terminais de ônibus da EMTU.

"O objetivo é que o turista que está hospedado possa vivenciar a cidade e entender os aparelhos urbanos, culturais e esportivos de forma diferente da que é feita hoje com a mobilidade por carro. A bicicleta propicia outro ritmo, faz com que o turista se aproxime e perceba mais a arquitetura e as pessoas", diz Caetano.

O projeto piloto vai funcionar apenas para convidados até dezembro. Nesta fase, serão testados rotas, sistema de reservas e a operação do programa. Na segunda etapa, em janeiro, o projeto será aberto aos hóspedes do Unique. A partir de junho, o pro grama será expandido para outras redes e qualquer interessado poderá participar, mesmo se não for hóspede dos locais cadastrados. O interessado em realizar um ciclopasseio terá de se cadastrar no site, escolher um roteiro e checar a disponibilidade de vagas. Os pagamentos serão feitos via cartão de crédito.

"Quando integrarmos os outros hotéis, isso será feito de forma muito rápida porque o site já estará pronto e todo o sistema já terá sido bastante testado", explica o presidente da Green Mobility, Lincoln Paiva. Segundo ele, uma parceria é negociada com o Ministério do Turismo para levar ciclorrotas a outras cidades. "A ideia do projeto surgiu para a Copa de 2014. No Mundial de 2006, na Alemanha, por exemplo, houve a integração total com a bicicleta, aproveitaram para incentivar o uso da bike e isso ficou como legado. Esperamos que aconteça o mesmo aqui."

Entre as visitas definidas para o roteiro piloto estão os museus do Parque do Ibirapuera e a boate The Week, que em maio organizou com o Instituto CicloBR o evento São Paulo Bike Circuit, reunido 500 ciclistas em um passeio do Parque das Bicicletas até a casa noturna.

Os passeios serão guiados por personal bikers que conhecem bem a cidade. "São ciclistas urbanos que têm experiência e um repertório cultural mais desenvolvido", explica Caetano.

Segundo a diretora operacional do Unique, Melissa Oliveira, os hóspedes estrangeiros estão habituados com esse tipo de serviço, especialmente na Europa e nos Estados Unidos. "Muitos perguntam se há tours de bike pela cidade", diz Melissa. "No hotel, a maioria dos tours hoje é feita de carro. Além de participar de um projeto de mobilidade sustentável, gostamos muito da ideia de oferecer um serviço diferenciado aos hóspedes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.