Horas antes de Brenda ser achada, PM liberou sequestrador

Homem que estava com menina de 4 anos foi reconhecido ontem. Ela havia sumido no dia 12 durante culto no Cambuci

FELIPE TAU / JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2012 | 03h05

O suspeito de raptar no dia 12 a menina Brenda Gabriela da Silva, de 4 anos, de dentro de uma igreja evangélica no Cambuci, foi identificado pela polícia ontem. A foto do ajudante-geral Jorge Antonio Cardozo, de 47 anos, foi reconhecida por cinco testemunhas, mas ele segue foragido.

De acordo com comerciantes que trabalham na Rua Vergueiro, no Paraíso, onde a garota foi reencontrada anteontem, Cardozo estava circulando com ela desde quinta-feira passada e teria sido abordado por policias militares na manhã de domingo. Mas foi liberado depois de dizer que a criança era sua filha.

"Os dois policiais conversaram com ele por uns três minutos e foram embora", disse o taxista Valdir Antonio Muniz, de 27 anos, que chamou uma viatura de patrulhamento de trânsito para abordar Cardozo na Rua Correia Dias. Um dos policiais, contou o taxista, até acariciou os cabelos da menina. A PM informou, em nota, que vai apurar.

Os vizinhos chegaram a desconfiar de Cardozo. "O pessoal estava achando a menina parecida, mas não dava para ter certeza, porque na TV ela aparecia com o cabelo comprido", disse o taxista Valdir Muniz, de 52 anos.

Segundo os relatos, o homem ficava quase sempre ao lado de sua carroça. Nunca saía para recolher nada. Em alguns momentos, andava com a menina por ali. Depois do passeio, para tomar um café ou pedir comida nos bares e restaurantes próximos, colocava Brenda no carrinho. "Parecia estar preocupado em escondê-la", disse o garçom Gésio Dantas, de 26 anos.

Brenda foi recuperada pelo estoquista Alex Gomes de Carvalho, vizinho da família da criança. Da doceira onde trabalha, ele viu a menina no colo de Cardozo, que parou na loja da Rua Vergueiro para pedir um lanche. Ontem, a garota passou por psicólogos e assistentes sociais do Hospital Pérola Byington. O resultado dos exames deve sair em 15 dias.

A carroça vermelha foi achada na manhã de ontem. Foram encontrados extratos bancários com o nome de Cardozo. Também foram achados cobertores, roupas infantis, brinquedos e uma mamadeira.

Por meio do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), a foto que o ajudante-geral tirou para seu RG foi recuperada e apresentada para as testemunhas. Tanto Brenda quanto Alex o reconheceram no 6.ºDistrito Policial (Cambuci). À noite, ele ainda era procurado pela polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.