Horário das operações na Linha 4-Amarela só será expandido em novembro

'Operação assistida', que não cobra a tarifa da passagem, deve durar de uma a três semanas

Daniel Gonzales, do estadão.com.br

26 de maio de 2010 | 11h23

 

SÃO PAULO - A Linha 4 - Amarela do Metrô paulistano, inaugurada na terça-feira com duas estações em operação - Paulista e Faria Lima - vai funcionar apenas de 9h a 15h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, até as duas próximas estações do trajeto com inauguração prevista, Pinheiros e Butantã, abrirem.

 

Veja também:

link Linha tecnológica é inaugurada sem celular nem Wi-Fi

link Linha 4 terá só mais duas estações até o fim do ano

link Com uma hora e meia de atraso, portões são abertos ao público

mais imagens Galeria de fotos da nova Estação Paulista 

 

A inauguração das duas próximas estações deve ocorrer "por volta da última semana de novembro, alguns dias antes ou alguns dias depois", de acordo com o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella. Só então a Linha Amarela deve passar a operar no horário normal do restante da rede - de 4h40 a meia-noite.

 

A informação de que o horário reduzido será mantido na Linha 4 enquanto só as duas primeiras estações estiverem funcionando foi confirmada nesta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos.

 

Na terça-feira, durante a inauguração, surgiram informações de que o horário entre 9h e 15h poderia vigorar por apenas algumas semanas. O que será mantido por um prazo de uma a três semanas, de acordo com a secretaria, é a chamada "operação assistida" da linha, com acesso livre e sem a cobrança de tarifa.

 

Depois de até essas três semanas - o prazo exato será definido pelo Consórcio Via Quatro, que têm a concessão para a operação do trecho - a Linha Amarela passa ao regime de operação comercial, com a cobrança de tarifa (os mesmos R$ 2,65 do resto da rede). Isso nada tem a ver com o horário, porém, que permanece o mesmo: de 9h às 15h, até a inauguração das duas próximas estações, informou a secretaria.

 

Depois de Butantã e Pinheiros, a Linha 4 - Amarela deve ganhar outras duas paradas só no fim de abril de 2011: Luz e República.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.