Hopi Hari e Ministério Público do Trabalho fecham acordo para corrigir problemas

Representantes do Hopi Hari e do Ministério Público do Trabalho (MPT) de Campinas assinaram ontem Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para corrigir irregularidades apontadas pelo MPT após perícia no parque entre 5 e 16 de março. O TAC prevê ajustes na jornada de trabalho e em bonificações, treinamento, segurança e manutenção das atrações, procedimentos de trabalho, capacitação de funcionários e manuais. Caso descumpra o acordo, o Hopi Hari terá de pagar R$ 8 mil por irregularidade, multiplicada pelo número de trabalhadores envolvidos. Se esse número não for especificado, a multa é de R$ 450 mil. Em nota, o parque informou que se esforçará para cumprir as sugestões.

O Estado de S.Paulo

12 Abril 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.