Hopi Hari é condenado a pagar R$ 15 mil a família que teria sido agredida no parque

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou o Hopi Hari a pagar indenização de R$ 15 mil para uma família por agressões físicas e verbais que teriam sido cometidas por funcionários do parque em 2002.

O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2012 | 03h02

Paula Fernanda da Silva Vieira e quatro parentes estavam próximos da entrada quando um bombeiro do parque pegou ingressos promocionais que estavam com Paula e acusou-a de ser cambista. Começou a briga e os cinco receberam atendimento médico no Hopi Hari.

A defesa do parque disse que o grupo negociava sete ingressos promocionais e negou que os funcionários tenham iniciado a confusão. Paula e a família negam a acusação. O parque deve recorrer da decisão do TJ.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.