Homicídios também caem na capital paulista, mas latrocínios aumentam

No primeiro semestre de 2011 foram 470 casos, contra 660 em 2010; roubos também cairam

estadão.com.br,

25 Julho 2011 | 17h01

SÃO PAULO - A capital paulista também teve menos homicídios no primeiro semestre de 2011 do que no mesmo período de 2010, apontou a Secretaria de Segurança Pública (SSP) em balanço divulgado nesta segunda-feira, 25. Em 2011 foram 470 casos, contra 660 em 2010. Os casos de latrocínio - roubo seguido de morte -, porém, voltaram a crescer. No período, foram registrados cinco a mais do que nos seis primeiros meses de 2010.

 

Segundo a SSP, o município lidera a redução de mortes intencionais, com recuo de 28,79% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Nos últimos 12 meses, a capital teve 260 mortes intencionais a menos - o que representa um decréscimo de 20,54%.

 

Entre julho de 2010 e junho de 2011 foram 1.006 homicídios dolosos, enquanto que entre julho de 2009 a junho de 2010, foram registrados 1.266, apontou a SSP. Desde 1999, São Paulo já reduziu em 70% o número de homicídios dolosos.

 

Nos últimos 12 meses, os roubos em geral mantiveram a tendência de queda de 4,66%, com 5.368 casos a menos. Foram 1.081 ocorrências dessa modalidade a menos do que primeiro semestre de 2010, com redução de 1,96%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.