Homicídio cresce pelo 2º mês na capital e volta a cair no Estado de SP

Cidade registrou mais roubos seguidos de morte: 13 latrocínios no mês passado ante 11 em agosto de 2013

Bruno Ribeiro e Juliana Ravelli, O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2014 | 17h34

Atualizada às 21h44

SÃO PAULO - Pelo segundo mês consecutivo, o índice de homicídios na cidade de São Paulo voltou a crescer. Em agosto deste ano, foram registradas na capital 84 ocorrências - alta de 6,3% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram notificados 79 casos. De acordo com estatísticas divulgadas nesta quinta-feira, 25, pela Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), a cidade registrou mais roubos seguidos de morte: 13 latrocínios no mês passado ante 11 em agosto de 2013. 

A estatística de roubos também cresceu na capital - subiu 13,6% em agosto deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. É o 15.º mês seguido de aumento do crime.

“Não há tendência de aumento no número de homicídios. De janeiro a agosto, há uma redução de 5,6% na comparação com o mesmo período do ano passado”, afirmou o secretário Fernando Grella Vieira ao ser questionado sobre a segunda alta no índice na capital.

Segundo a SSP, a taxa de casos por grupo de 100 mil habitantes, hoje em 9,81, ainda é uma das mais baixas do País. A pasta informou também que o crescimento do número de roubos está em “desaceleração”.

A capital registrou 17 roubos por minuto em agosto - 17% das ocorrências, segundo o governo, são de roubos de celulares.

Os casos de roubos de veículos, que são contabilizados à parte, tiveram, por sua vez, uma redução de 12% na comparação com agosto de 2013: 3.744 ocorrências contra 4.257. O número de furtos de veículos (quando o carro é levado sem o dono presenciar o crime) subiu 4%. Foram 4.537 ocorrências em agosto deste ano ante 4.361 no mesmo período de 2013.

Estado. Conforme o Estado antecipou nesta quinta-feira, o número de roubos (exceto o de veículos) cresceu 11,7% no Estado de São Paulo em agosto em relação ao mesmo mês de 2013. O índice estadual segue o ritmo da capital e registra alta pela 15.ª vez seguida. No Estado, o aumento de roubos acumulado no ano chegou a 24,8% - 34 crimes a cada minuto.

A diferença é que, no Estado, o índice de homicídios voltou a cair, após subir em julho. A queda foi de 12,6%, de 372 casos para 325. Tanto na capital quanto no Estado, o acumulado dos oito primeiros meses do ano estão em queda, respectivamente, de 5,9% e 2,7%.

A redução na quantidade de assassinatos, por outro lado, ocorreu em um momento em que houve aumento de 10% nos assaltos que terminam em morte. Em todo o Estado, houve registro de 33 casos de latrocínios no mês passado - dois casos a mais do que o registrado em agosto de 2013.

No acumulado entre janeiro e agosto, o total de latrocínios no Estado caiu - 253 pessoas foram mortas em assaltos. No mesmo período do ano passado, foram 264 - queda de 4,2%. Na capital, o porcentual de queda é de 4% no acumulado dos oito primeiros meses do ano. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulohomicídios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.