JB Neto/AE
JB Neto/AE

Homenagem da Vai-Vai a maestro emociona o público

Sob a regência do maestro João Carlos Martins, a Vai-Vai, penúltima escola a entrar na avenida na primeira noite de desfiles das escolas de samba, levantou o sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Mesmo com o dia amanhecendo, os sambistas conseguiram contagiar o público, que se emocionou com a homenagem ao maestro. A escola entrou na avenida às 6 horas.

Daiene Cardoso, Agência Estado

05 Março 2011 | 09h17

A escola da Bela Vista usou a figura do pianista para homenagear a música clássica. Ele é considerado referência no mundo da música erudita, principalmente pelos seus trabalhos de interpretação da obra do compositor alemão Johann Sebastian Bach.

A escolar levou para a avenida fantasias e alegorias luxuosas, alas coreografadas e uma bateria que empolgou o público com suas paradinhas. No final do desfile, o maestro revelou que chorou durante toda a apresentação. “Regi o tempo todo chorando”, contou. Ele revelou também que a emoção vivida no sambódromo foi tão forte quanto a emoção de reger o hino brasileiro no Carnegie Hall, em Nova York.

A tradicional escola paulistana, embora tenha o slogan de “escola do povo”, foi uma das que mais levou celebridades para o Anhembi. Entre os famosos, estão os garotos da banda Restart, a cantora Maria Rita, madrinha da bateria, a apresentadora Ana Hickman, e o campeão mundial pela seleção brasileira Cafu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.