Homem tem acesso de fúria e destrói 40 carros ao ser furtado

Motorista perdeu o controle depois de ver que ladrões haviam arrombado seu veículo e levado o GPS

ELIANA LIMA , ESPECIAL PARA O ESTADO , SALVADOR, O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2011 | 03h03

Cerca de 40 carros danificados e um completamente destruído. Esse foi o resultado de um acesso de fúria que acometeu Everaldo Santos Silva, que trabalha no ramo da construção civil, ao perceber que o seu carro, um Ford EcoSport, fora arrombado e o GPS, levado pelos bandidos.

Transtornado, Silva passou a danificar os carros estacionados nas proximidades com socos, pontapés e pedradas. Ele acabou se ferindo durante a ação. O caso aconteceu por volta das 18h de sábado, nas proximidades do Yacht Clube da Bahia, área nobre de Salvador.

Já mais calmo, na 14.ª Delegacia Territorial, no bairro da Barra, para onde foi levado, Silva contou que perdeu a cabeça. Ele disse à delegada Izabela Garrido que tinha deixado o carro estacionado em uma das ruas no entorno do clube para resolver "assuntos pessoais".

Um segurança do clube contou que Silva chegou a procurar a polícia momentos antes de perder a cabeça, com o objetivo de fazer um boletim de ocorrência sobre o furto, mas teria ouvido de agentes policiais que, como primeira providência, ele deveria acionar a seguradora do carro. A sugestão teria deixado Silva ainda mais nervoso e ele começou a arrebentar os outros carros, a maioria de sócios do clube.

Revide. De acordo com testemunhas, os donos dos veículos atingidos revidaram a ação e também apedrejaram o carro de Silva, que ficou completamente destruído.

Após prestar depoimento e ser autuado por crime contra o patrimônio, Silva foi liberado pela polícia na madrugada de ontem. Ele terá de se responsabilizar pelos reparos nos veículos danificados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.