Homem que tentou furtar atum e foi preso por atraso em audiência ganha liberdade

A Justiça de São Paulo concedeu ontem liberdade ao autônomo de 29 anos acusado de tentar furtar quatro latas de atum e uma lata de óleo de uma mercearia em São Mateus, na zona leste de São Paulo, em fevereiro.

O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2011 | 03h03

O homem havia sido condenado na quarta-feira a 1 ano e 6 meses de reclusão, em regime fechado, após chegar atrasado à audiência no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste. O rapaz disse que demorou mais de três horas para ir de São Mateus até o fórum, mas foi preso assim que se apresentou. O pedido de habeas corpus foi feito pela Defensoria Pública na quinta passada.

Segundo o desembargador Xavier de Souza, "o fato é que ele estava solto durante a instrução e, embora com atraso, compareceu ao fórum; é evidente que se quisesse frustrar a aplicação da lei assim não teria agido". O autônomo poderá recorrer da sentença em liberdade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.