Homem que se passava por evangélico na internet é preso suspeito de pedofilia

Motorista Elias de Jesus seduzia menor com presentes para começar a manter diálogos sexuais

João Paulo Carvalho, estadão.com.br

17 de agosto de 2011 | 20h09

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira, 17, em São Paulo, um homem de 53 anos suspeito de se passar por evangélico em uma sala de bate-papo na internet para abusar sexualmente de uma garota de 10 anos.

O motorista Elias de Jesus foi preso hoje quando pretendia se encontrar com a estudante menor de idade. O contato aconteceu na web. Ele dizia para a menina que era evangélico. O homem passou a oferecer presentes e começou a manter diálogos sexuais com ela

Integrantes da Delegacia de Repressão a Crimes Cometidos por Meios Eletrônicos (Dig) e do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) passaram a acompanhar Elias. A detenção foi realizada na estação Armênia do Metro, na zona norte, local escolhido pelo motorista para encontrar a possível vítima.

O plano de aliciar a menina começou há uma semana. Durante três dias, Jesus pode envolver a estudante com suas propostas sem que a família percebesse. A linguagem erótica, entretanto, foi percebida pelo moderador do chat. O homem foi preso. A polícia também apreendeu o computador dele.

Tudo o que sabemos sobre:
pedofiliainternetevangélico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.