Homem morre após ser baleado em assalto no Brooklin

Luiz Eduardo Barreto, de 49 anos, foi abordado por três assaltantes; suspeito de ter atirado foi preso e disse que crime foi encomendado

O Estado de S. Paulo

01 Junho 2015 | 18h33

Corrigido às 21h05 (em itálico)

SÃO PAULO - Um homem de 49 anos foi baleado e morto na Rua James Watt, no Brooklin, na tarde desta segunda-feira, 1° (a PM havia informado inicialmente que o homem tinha 20 anos). Um suspeito foi preso e, segundo a polícia, admitiu que o crime era encomendado.

Luiz Eduardo de Almeida Barreto foi abordado por três assaltantes por volta das 14h50 e entregou seus pertences, mas mesmo assim foi baleado por um dos criminosos. Ele levou três tiros na região do abdômen e morreu no local, que é próximo à Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, bastante movimentada.

A Polícia Militar informou que, avisada da ocorrência por pessoas que passavam pelo local do crime, deslocou uma viatura e conseguiu prender um dos suspeitos com a arma na mão. Eliezer Aragão, de 46 anos, foi encaminhado ao 96° DP (Cidade Monções), onde o caso foi registrado. Os outros dois homens fugiram.

No distrito policial, Aragão disse ter sido contratado para matar Barreto - a Polícia Civil ainda vai apurar a veracidade da declaração. Ele portava celular e dinheiro provenientes do roubo e estava em liberdade condicional por já ter cometido um latrocínio - roubo seguido de morte. A arma apreendida com o suspeito estava com a numeração raspada.

A perícia chegou à Rua James Watt no fim da tarde para analisar as circunstâncias do crime.

Mais conteúdo sobre:
Brooklin crime assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.