Reprodução
Reprodução

Homem morre após ser atingido por uma flecha em São Paulo

Crime ocorreu no Bom Retiro; agressor conseguiu fugir

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S. Paulo

14 Setembro 2016 | 17h23
Atualizado 10 Setembro 2018 | 19h47

SÃO PAULO - O catador de material reciclável Aldemir Ribeiro Pontes, de 63 anos, foi morto na tarde desta quarta-feira, 14, após ter sido atingido no pescoço por uma flecha. O crime aconteceu na Rua Mamoré, Bom Retiro, na região central de São Paulo, e uma testemunha relatou à polícia que o objeto foi disparado de uma besta, aparato usado em tiro esportivo e caça. Ninguém foi preso.

A Polícia Militar atendeu ao chamado da ocorrência às 15h45, e já encontrou Pontes desacordado na rua. Ao seu lado estava uma "flecha pequena", segundo registrado no boletim de ocorrência. O socorro médico foi acionado, mas a vítima, natural Santana do Cariri, no Ceará, morreu no local. Uma carroça com o material reciclado coletado também estava próxima ao corpo.

Uma testemunha relatou que um carro modelo Peugeot 206, cor prata, conduzido por uma "pessoa do sexo masculino de aparência oriental", usou a arma de dentro do veículo atingindo a vítima. "Verificando a flecha, acredita-se que a arma usada fora uma besta", relatou o policial que atendeu a ocorrência. 

O equipamento potencializa a velocidade de disparo de flechas e funciona por meio de gatilho. Apesar de não ser necessário autorização do setor de segurança pública para portá-lo, recomenda-se cautela no seu uso. Em sites de venda especializada, o valor de uma besta pode superar os R$ 5 mil, podendo adquirir também acessórios como mira a laser.

O suspeito fugiu do local, e ainda não foi identificado ou localizado. Testemunhas não informaram o que poderia ter causado o crime. O caso foi registrado no 2º DP (Bom Retiro), mas por se tratar de crime com autoria desconhecida foi pedido assessoramento de equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.