Homem morre ao cair em poço de 21 metros

Costa tinha sido contratado para fazer a manutenção do poço usado para abastecimento domiciliar

José Maria Tomazela, Agência Estado

29 de julho de 2008 | 19h50

O ajudante geral Expedito Gonçalves da Costa, de 45 anos, morreu ao cair em um poço com 21 metros de profundidade, no final da tarde de segunda-feira, 28, na zona rural de Mairinque, região de Sorocaba. Costa tinha sido contratado para fazer a manutenção do poço usado para abastecimento domiciliar. A água tinha sido esgotada. Ele trabalhava na construção de uma mureta na borda do buraco.  Outras pessoas que trabalhavam no local viram quando ele se desequilibrou e caiu no buraco. O ajudante não usava equipamentos de segurança. Parte da mureta desabou sobre ele. Os colegas do ajudante chamaram por ele, mas Costa não respondeu. Eles tentaram sem sucesso alcançar a vítima. A Polícia Militar, avisada, acionou o Corpo de Bombeiros. A equipe trabalhou durante mais de duas horas para resgatar o corpo do acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.