Homem ferido em acidente com Camaro segue internado em estado grave

Vítima ficou com 90% do corpo queimado após colidir com veículo dirigido por estudante bêbado

04 Outubro 2011 | 16h17

SÃO PAULO - Edson Aparecido Domingues, o homem de 55 anos que ficou com 90% do corpo queimado após seu carro pegar fogo em uma colisão com um Camaro Coupé, segue internado em estado grave na UTI do Hospital das Clínicas.

O Camaro era dirigido pelo estudante Felipe de Lorena Infante Arenzon, de 19 anos. O estudante se envolveu em pelo menos três acidentes na última sexta-feira, 30. Na Avenida Inajar de Sousa, na zona norte de São Paulo, seu carro bateu contra a traseira de um Palio e em um utilitário Towner, onde estava Edson Domingues.

Preso em flagrante e indiciado por tentativa de homicídio, embriaguez ao volante e fuga do local do acidente, Felipe deixou o 72ºDP nesta segunda, 3, após pagar a fiança de R$ 245 mil estabelecida pelo Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo). Segundo o advogado de Arenzon, João César Cáceres, a família do estudante teve de vender um imóvel para pagar a fiança. O valor foi determinado com base no preço do Camaro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.