Homem faz três pessoas reféns em uma creche de Santos

Gate está no local e estuda uma invasão; pelo menos 70 crianças já foram libertadas da creche Estrela Guia

Rejane Lima, O Estado de S. Paulo,

14 de setembro de 2009 | 12h28

Já passa de cinco horas o sequestro em uma creche de Santos, no litoral de São Paulo. Um homem está mantendo três pessoas reféns na creche Estrela Guia, no bairro de Macuco, desde às 9h30. Ele se chama Fábio e tem entre 18 e 23 anos. De acordo com o major da Polícia Militar, Flávio Brito Junior, o homem invadiu o local com o provável objetivo de reatar o relacionamento com a cozinheira da creche, Marilia de Jesus Santos, de 45 anos.

 

Por volta das 13h30, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) chegou ao local. Cerca de 15 homens com viaturas do esquadrão antibombas estão do lado de fora do imóvel. O Gate estuda a possibilidade de invadir o local. Segundo o major Brito, a situação é de crise e o clima é tenso.

 

Antes da invasão, Fábio furtou uma faca em um açougue. Ele usa a faca para ameaçar as vítimas. Além da ex-namorada estão em cárcere o coordenador da creche, José Carlos de Jesus Reis, de 24 anos, e uma monitora. O criminoso e as três vitimas estão isolados em um cômodo do local e a polícia negocia do lado de fora do quarto, em uma sala.

  

As crianças que estavam na creche no momento da invasão não tiveram contato com o criminoso. As cerca de 70 crianças foram liberadas por volta das 11 horas. Uma menina de 12 anos estava entre os reféns. Porém, ela foi liberada sem ferimentos após negociação com a polícia.

 

Texto ampliado às 14h41 para acréscimo de informações.

Mais conteúdo sobre:
Santosrefém

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.