Mariza Borges/Redes Sociais
Mariza Borges/Redes Sociais

Homem é suspeito de matar mulher e enteada em São Carlos

Vítimas teriam sido mortas há uma semana, mas corpos só foram encontrados nesta terça-feira; autor foi denunciado pela própria mãe

Rene Moreira, Especial para O Estado

12 Fevereiro 2019 | 19h17

SÃO PAULO - Mãe e filha foram encontradas mortas na manhã desta terça-feira, 12, dentro de uma casa no Jardim Medeiros em São Carlos, no interior de São Paulo. As vítimas Mariza Barreto Borges, de 40 anos, e Larissa Borges, de 18, estariam no local já sem vida há uma semana. O principal suspeito, Renato Natura do Carmo, de 37 anos, foi preso após ser denunciado por sua própria mãe.

Ele era marido de Mariza, com quem tem uma filha de 7 anos, e morava com as vitimas na residência. Depois do crime ele teria levado a filha para casa da avó, com o argumento de que estava brigado com a companheira.

Na manhã desta terça, a avó resolveu ir com o filho buscar roupas para a criança na casa onde ele vivia. Chegando ao local, ao ver que seria descoberto, o acusado contou o que havia ocorrido. Em seguida alegou ter esquecido a chave e fugiu, sendo localizado depois em outra região da cidade.

Os corpos já se encontravam em estado de decomposição e a causa da morte deve ser detalhada por exames. A mãe foi achada no quarto. A filha, no banheiro. No momento, a principal hipótese é de que as duas teriam sido assassinadas a facadas.

Ciúme pode ter sido motivação do crime

Aos familiares o suspeito contou ter brigado com a mulher ao desconfiar de uma traição, ocasião em que a filha dela tentou intervir e também foi atingida. Ele foi levado à delegacia para prestar depoimento e deve ser indiciado por duplo homicídio, na modalidade de feminicídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.