GCM Praia Grande/Divulgação
GCM Praia Grande/Divulgação

Homem é resgatado após uma semana perdido em mata de Praia Grande

Ednildo Ferreira da Silva foi encontrado por pescadores; ele teria ficado todo esse tempo sem se alimentar e estava desidratado

José Maria Tomazela   , O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2019 | 08h24

SOROCABA - Um homem foi resgatado com vida após permanecer uma semana perdido em uma área de mata, na noite de domingo,  28, em Praia Grande, no litoral do Estado de São Paulo. Ednildo Ferreira da Silva, de 37 anos, foi encontrado por pescadores numa área conhecida como ‘ilha’, no bairro Portinho. Os homens ouviram os gritos por socorro. Silva teria ficado todo esse tempo sem se alimentar e estava desidratado. Socorrido pela Guarda Civil Municipal (GCM), o homem foi levado a um hospital e, após ser hidratado e medicado, recebeu alta.

Conforme a prefeitura de Praia Grande, Ednildo foi avistado inicialmente por pescadores, que ouviram seus gritos pedindo ajuda. Os próprios pescadores o retiraram do local em que estava ilhado e acionaram a GCM. Aos guardas, o homem informou seu nome e que estava desaparecido desde o domingo anterior , 21. Ele relatou ter passado todo o período sem comida e água, à mercê de insetos.  A equipe acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O primeiro atendimento foi realizado no local. Devido à necessidade de maiores cuidados, o homem foi levado ao Hospital Irmã Dulce.

Os guardas encaminharam o caso à Polícia Civil. O delegado de plantão, Alexandre Comin, localizou um boletim de ocorrência de desaparecimento, registrado pela família no 49.o Distrito Policial de São Paulo. Os policiais entraram em contato com familiares, noticiando que Ednildo estava vivo. Uma irmã dele, Geane Ferreira, contou aos policiais que o irmão estava em Praia Grande a trabalho, mas não conhecia muito bem a cidade. A família registrou o desaparecimento depois de não conseguir mais contato com ele.

No dia 24, Geane postou em sua rede social um apelo em busca de notícias do irmão, também conhecido como Edinho Silva, informando que ele estava desaparecido. “Última vez que foi visto foi na Praia Grande, domingo, 21/07/19, por volta do meio dia”, noticiou.  Segundo Geane, Ednildo não soube explicar como se perdeu. Após receber alta, ele foi levado para a casa da família, em Vila Prudente, na capital.

Nesta segunda, o irmão Gilmar Ferreira da Silva contou que Ednildo trabalha como pintor e pedreiro e, como estava desempregado, tinha conseguido um serviço temporário em Praia Grande. “Ele disse que estava caminhando, pegou uma trilha e entrou na mata. Depois não conseguia sair mais.” Conforme Gilmar, o irmão é casado, tem três filhos e mora no bairro São Mateus. “Ele está em nossa casa e ainda não viu as crianças, pois queremos que se recupere bem. Vamos levá-lo ao médico ainda hoje (segunda) e, à noite, a família se reúne, com certeza”, disse.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Praia Grande [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.