Homem e professora são presos suspeitos de roubo em SP

Após assaltarem três amigos, casal foi perseguido por conhecidos das vítimas e preso pela polícia

Daniela do Canto, Central de Notícias

17 Março 2009 | 06h02

Vestida com um uniforme escolar, a professora de Educação Infantil Jenifer Sales Benites, 20 anos, foi presa juntamente com um homem, identificado como José Alessandro Lima Ferriz, 27, no final da noite desta segunda-feira, 16, depois de uma perseguição policial na zona leste de São Paulo. A dupla é acusada de ter praticado um roubo na Vila Formosa minutos antes. Amigos das vítimas que chegavam ao local logo após o crime conseguiram seguir o Palio ocupado pelo casal e avisar a polícia sobre o paradeiro dos acusados, que acabaram presos na Avenida Aguiar da Beira, no Jardim Santo Eduardo.

 

Quatro amigos - um consultor imobiliário de 25 anos, um artista plástico de 20, um peixeiro e um vendedor de 21 - conversavam em frente à casa de um deles por volta das 22h30 quando dizem ter visto o Palio ocupado por Jenifer e Ferriz. "A gente se ligou porque na terça-feira passada eles (os acusados) roubaram um colega nosso (um rapaz de 23 anos) aqui do bairro e deram uma coronhada nele", contou o consultor. "A descrição do casal batia, a única diferença é que a mulher, que era loira, agora estava morena", completou ele.

 

Os rapazes começaram a tentar esconder os pertences pessoais quando perceberam que o Palio estacionou a poucos metros de distância. De acordo com o relato deles, a professora permaneceu ao volante enquanto Ferriz desceu, armado, e anunciou o assalto. Um dos amigos estava um pouco mais a frente e escapou de ser roubado. Dos outros três, foram levados dois pares de tênis, duas correntes de prata, três bonés e dois aparelhos Nextel.

 

Enquanto o assaltante se afastava para entrar no Palio, dois amigos das vítimas - um projetista de 22 anos e um motoboy de 29 - chegavam ao local em um Corsa. O grupo pediu ajuda e o assaltante, ao perceber a aproximação do carro, atirou contra as vítimas, mas ninguém ficou ferido. "Vi meus amigos de mão para o alto e até achei que fosse brincadeira, mas quando eles me contaram do assalto, comecei a seguir o Palio", relatou o projetista.

 

A perseguição

 

"Enquanto a gente seguia eles (os criminosos), chegamos a dar 120 km/h para não perder o carro de vista. Eles atiraram três vezes contra o nosso carro, mas erraram", contou o projetista que dirigia o Palio. As vítimas do assalto se dirigiram à companhia da Polícia Militar do bairro para avisar sobre o roubo. Os policiais passaram a se comunicar com a dupla que seguia os assaltantes via Nextel e conseguiram encontrar o Palio na Rua Inconfidência Mineira, na Vila Formosa. Durante a perseguição, os criminosos jogaram pela janela um revólver calibre 38, que foi encontrado pela PM.

 

Os policiais da viatura da Ronda Escolar da 1ª Companhia do 19º Batalhão conseguiram cercar os acusados depois de cerca de 5 minutos de perseguição. Os itens roubados foram recuperados.

 

Conforme os PMs que efetuaram a prisão, Jenifer e Ferriz são suspeitos de terem praticados outros roubos recentes na região de Anália Franco, Vila Formosa e Vila Alpina. De acordo com a polícia, Ferriz já tem passagens por roubo e receptação. O caso foi registrado no 41º Distrito Policial (Vila Rica).

Mais conteúdo sobre:
rouboprisãoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.