Homem é preso após matar irmão a tijoladas em Mairinque

Segundo polícia, trabalhador rural confessou o crime e disse que vítima sempre o ameaçava

José Maria Tomazela, Agência Estado

05 Março 2012 | 17h46

O trabalhador rural Carlos Alberto Martins, de 31 anos, foi preso nesta segunda-feira, 5, pela Polícia Militar, em Mairinque, a 71 km de São Paulo, depois de matar seu irmão, Márcio Martins Silveira, de 30, com golpes de tijolo na cabeça. Ele confessou o crime, segundo a polícia, e alegou que vinha sendo ameaçado pelo irmão. Os dois moravam na mesma casa, no bairro de Sebandilha, zona rural do município. A polícia foi até o local, avisada por um telefonema do próprio Carlos Alberto.

Ele alegou inicialmente que tinha achado o irmão já sem vida na varanda da casa, supostamente atacado por ladrões. O comportamento estranho do irmão da vítima levou os policiais a suspeitarem de sua versão. Ao revistarem a casa, eles encontraram roupas de Carlos Alberto sujas de sangue. O suspeito então confessou o crime e disse que agiu depois que os dois ingeriram bebida alcoólica. Ele esperou o irmão dormir para atacá-lo com seguidos golpes de tijolo na cabeça.

O acusado alegou que tinha rixa com o irmão porque este sempre ameaçava matá-lo. De acordo com vizinhos, os dois eram alcoólatras e estavam sempre discutindo. Carlos Alberto foi preso em flagrante pelo delegado Alexandre Cassola. Ele vai responder por homicídio doloso qualificado, já que o crime foi premeditado e ele não deu chance de defesa à vítima.

Mais conteúdo sobre:
violência assassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.