Homem é preso após atirar em 3 pessoas na zona norte de SP

Acusado disparou contra cunhada e dois irmãos; vítimas foram levadas para hospital, mas mulher não resistiu

Felipe Oda, estadao.com.br

29 Dezembro 2008 | 14h37

Um homem de 52 anos matou a cunhada a tiros e baleou os dois irmãos no início da tarde desta segunda-feira, 29, na Rua Mangaíba, Vila Guilherme, zona norte da capital. A secretaria de Segurança Pública (SSP) já descartou a hipótese inicial de que o atirador era um skinhead.   Segundo a Polícia Militar, o crime foi premeditado, pois Claudio Donizetti Ramos teria chamado os irmãos Jesse Antonio Ramos, de 55, Osvaldo Antonio Ramos, de 60, e a cunhada Maria Cândida Ramos, de 54, para sua casa - o local do crime.   As vítimas foram levadas para o pronto-socorro de Santana. Maria, esposa de Osvaldo, não resistiu aos ferimentos e os dois homens transferidos para um hospital particular, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.   O motivo do crime ainda não foi esclarecido, mas a PM trabalha com a possibilidade de disputa de herança. Claudio foi encaminhado para o 9.º Distrito Policial (Carandiru).   Atualizado às 19 horas para acréscimo e alteração de informação. Antes, a polícia havia informado que o acusado de disparar contra as vítimas seria um skinhead.

Mais conteúdo sobre:
skinheadpolíciaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.