Homem é detido suspeito de se passar por médico

Ele foi liberado após depoimento, dizendo que em nenhum momento disse ao policial ser oftalmologista

Solange Spigliatti, Central de Notícias

02 de outubro de 2009 | 13h39

Um comerciante de 46 anos foi detido na noite de quinta-feira, suspeito de se passar por oftalmologista e realizar exames de vista em pessoas, em uma ótica nos Jardins, zona sul de São Paulo. O suspeito acabou sendo levado para a delegacia e liberado após depoimento, dizendo que em momento algum ele se passou por médico e que ele seria um optometrista.

 

A polícia chegou ao estabelecimento, na Rua Pamplona, após várias denúncias de que o suspeito estaria passando receitas médicas. Por volta das 20h30, um policial que se passava por paciente entrou na loja, comentou que precisava verificar o grau de seus óculos e perguntou se ele conhecia algum oftalmologista.

 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o comerciante se ofereceu para verificar os óculos e disse que tinha uma ótica no andar térreo no imóvel. Depois do exame, o suspeito entregou uma ficha com a avaliação completa para o policial, que o prendeu.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulooftalmologistaprisãoótica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.