Homem é baleado por PMs durante protesto em São Paulo

A vítima foi atingida por dois tiros e está em estado grave, segundo a Santa Casa

Laura Maia de Castro, O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2014 | 15h12

SÃO PAULO - Um homem de 22 anos foi baleado por policiais militares durante o protesto "Não vai ter Copa" na noite deste sábado, 25, na altura do número 1560 da Rua da Consolação, no centro de São Paulo. Segundo a PM, os agentes estavam empenhados na manifestação. A vítima está em estado grave.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 22h30, dois homens em atitude suspeita foram abordados por PMs e um deles fugiu correndo. Durante a fuga, segundo a corporação, o estoquista Fabrício Proteus Chaves, teria tentado golpear dois policiais com um canivete e, ao continuar correndo, foi baleado pelos dois agentes que sofreram a tentativa de golpe. O homem foi encaminhado pelos próprios policiais  para a Santa Casa, em Santa Cecília. De acordo com o hospital, a vítima foi atingida por dois tiros, um no tórax e um na genitália e o estado dele é considerado grave. 

O protesto contra a Copa do Mundo no Brasil terminou em confronto entre manifestantes e policiais, após serem registradas depredações de estabelecimentos comerciais e agências bancárias no centro de São Paulo. Houve início de incêndio e participação dos black blocs, que correram em direção aos PMs e lançaram até coquetel molotov. Segundo a PM, 128 pessoas foram detidas eliberadas na manhã deste domingo, 26.

Mais conteúdo sobre:
protestocopa da mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.