Homem é baleado em ocupação do MTST em SBC

Vítima foi socorrida por GCMs e levada para PS Central; Justiça suspendeu reintegração de posse de área na última sexta

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

16 Setembro 2017 | 19h39

SÃO PAULO - Um homem que estava em uma ocupação do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, foi baleado na tarde deste sábado, 16. Segundo integrantes do movimento, ele foi ferido no braço e socorrido. A Polícia Militar registrou uma ocorrência de ferido por disparo na região, mas ainda sem detalhes sobre o caso.

Coordenadora do MTST, Sandra dos Santos Bezerra disse que o homem chegou neste sábado ao local da ocupação e que ele teria sido identificado como Audinei Serapião da Silva. "Foram dois tiros. O primeiro passou perto de um senhor que estava fazendo um banheiro. O outro pegou no rapaz, que foi atingido no braço."

Josué Rocha, que também é coordenador do MTST, informou que há cerca de 7.000 famílias no local, uma área no bairro Planalto que pertence à construtora MZM. Na última sexta-feira, a Justiça suspendeu a reintegração de posse que havia sido concedida à empresa.

"Está todo mundo preocupado e assustado. Isso gera uma situação de insegurança", afirma Rocha.

De acordo com a PM, a polícia foi acionada por volta das 17h40 e a vítima foi socorrida por agentes da Guarda Civil Municipal (CGM) de São Bernardo do Campo. Ele foi levado ao PS Central. O caso deve ser registrado no 3º DP do município.

Manifestação. Na manhã deste sábado, moradores de condomínios perto da ocupação realizaram um ato solicitando que a reintegração seja realizada.

"A situação é que os moradores estão se sentindo acuados. Os muros são baixos e isso preocupa os moradores em relação à segurança no bairro. Tivemos 2 mil pessoas e foi pacífico", diz Marcelo Mendes Vicente, síndico de um dos condomínios e presidente do Movimento Contra Invasão (MCI).

Mais conteúdo sobre:
Mtst São Bernardo do Campo [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.